Com direção artística de Elísio Lopes Junior, o Festival Eu Sou a Concha reuniu mais de 25 atrações, grandes nomes da música brasileira em três dias de celebração.

No primeiro dia de evento, o público conferiu o show de Maria Bethânia em um encontro especial com a cantora Margareth Menezes, recordista de apresentações na Concha Acústica. Margareth já subiu ao tradicional palco baiano cerca de 40 vezes e teve sua estreia em 1988, com o show de lançamento do primeiro LP.

Ainda no primeiro dia, o espetáculo cênico-musical  Kindembu – Afoxé Filhos de Gandhy e Tropical Selvagem; Cortejo Afro e Márcia Castro; Ilê Aiyê e Dão; Male Debalê e Larissa Luz; Muzenza e Ellen Oléria. O Olodum fez uma participação especial.

Os operários que trabalharam na reforma do espaço foram os convidados especiais do primeiro dia do Festival.

No segundo dia o espetáculo ficou por conta de Carlinhos Brown com participação especial de Lazzo Matumbi; e BaianaSystem com participação especial de Ney Matogrosso.

A programação de reabertura da Concha encerrou com o show Acabou Chorare dos Novos Baianos  e homenagem a João Gilberto.

A reinauguração da Concha Acústica do Teatro Castro Alves marca a conclusão da primeira fase do projeto Novo TCA, que prevê a ampliação e a requalificação do Complexo Teatro Castro Alves, equipamento cultural público do estado da Bahia.